ECONOMIA DOMÉSTICA: CONTROLE AS CONTAS DA SUA CASA MUDANDO PEQUENAS ATITUDES

Deixar de controlar as contas no dia-a-dia pode ser um problema quando chega o final do mês. Isso porque não é comum repararmos o quanto se gasta e perdemos o controle nas pequenas compras.

Então, quando se percebe, as contas estão no vermelho. Para tentar resolver este problema, a prática de algumas atitudes conhecidas como “economia doméstica” é a melhor solução.

Não imaginamos o quanto a mudança de pequenos hábitos ou detalhes pode fazer a diferença no orçamento mensal de uma casa, garantindo que o seu salário seja suficiente para cobrir todos os custos essenciais e ainda sobre um dinheiro para você gastar em lazer ou mesmo investir para o futuro.

Portanto, a ideia deste artigo é te ajudar a entender como a economia doméstica pode ser uma aliada em sua vida financeira. Acompanhe as nossas dicas!

O que é economia doméstica?

A “Economia Doméstica” pode ser entendida como uma área do conhecimento envolvida no cuidado com os gastos para a manutenção de um lar confortável e financeiramente equilibrado.

Portanto, a economia doméstica utiliza-se de muitos princípios básicos da “economia geral” para administrar as finanças do lar, tais como a divisão do trabalho e do consumo coletivo.

Seu surgimento se deu após a Revolução Industrial, quando a sociedade começou a priorizar a qualidade de vida, depois de um aumento descontrolado do consumismo. Atualmente, a sociedade está mais atenta na garantia da preservação do meio ambiente e o mundo que deixará para as futuras gerações. Essa mudança no comportamento tem estreita relação e reflexo em várias áreas da economia.

Desta forma, a economia doméstica objetiva educar e orientar os moradores de uma casa para o hábito de economizar, evitar desperdício e mesmo assim manter um bom nível de conforto e satisfação de todos os integrantes daquele lar.

Como aplicar a Economia Doméstica na sua casa?

Pequenas ações podem contribuir para melhorar o orçamento da família. Elas ajudam a reduzir as despesas, colaboram para uma vida mais sustentável, podem ser incorporadas no dia-a-dia da rotina doméstica e irão ajudar a diminuir as contas no final do mês.

Abaixo listamos cinco formas de praticar a economia doméstica em sua casa. Lembrando que estas dicas podem ser aplicadas por família numerosas ou até mesmo para aquelas pessoas que vivem sozinhas ou apenas com seu companheiro.

  1. Organize suas contas

Para começar a economizar, o primeiro passo é entender para onde o seu dinheiro está indo. Portanto, é de extrema importância que você controle todos os seus gastos. Isso pode ser feito por meio de uma planilha, um aplicativo ou até mesmo o velho caderninho de anotação.

Esta etapa irá te ajudar a identificar quais são as pequenas despesas que você pode eliminar e que irão representar uma grande economia a longo prazo. Para iniciar sua economia doméstica, o caminho é organizar as suas contas do mês. Defina também o quanto você pode gastar e o quanto deseja economizar.

Após consolidar esta etapa, você pode começar a planejar como investir o dinheiro que sobrar. Para isto, recomendamos que estude sobre o assunto antes de se aventurar no mundo dos investimentos. Existem excelentes canais no Youtube e diversos blogs, como, por exemplo, o ótimo site “Bons Investimentos” (acessar aqui).

  1. Economize com as compras de mercado

Se você mora com seus pais, pode não ter noção de como as compras em supermercados impactam no orçamento familiar. Se já mora sozinho ou com seu companheiro, talvez já esteja mais habituado a lidar com os altos valores gastos no supermercado.

Desta forma, é importante adotar algumas práticas para que você gaste menos e tenha mais disciplina quando for ao mercado:

  • Faça listas com os itens necessários. Quando estiver no mercado, evite comprar itens fora dessa lista;
  • Compare os preços dos produtos por quilo ou litro e evite ser enganado pelas falsas “promoções especiais”;
  • Jamais vá ao mercado com fome. Isso faz com que você compre mais do que precisa;
  • Realize pesquisas de preços entre supermercados e priorize os lugares mais baratos;
  • Aproveite promoções (“Dia do açougue”, por exemplo) e sempre que possível faça pequenos estoques de itens não-perecíveis e com um bom desconto.
  1. Economize luz na sua casa

Em um país tropical como o nosso, a conta de luz geralmente aumenta de forma absurda nos meses quentes do verão em função do uso intensivo do ar-condicionado. Entretanto, você precisa se conscientizar que possuem diversos outros pontos nos quais você pode economizar energia elétrica, a saber:

  • Desligue equipamentos e eletrodomésticos das tomadas, quando possível;
  • Utilize lâmpadas de LED;
  • Abra as janelas e usufrua da luz natural durante o dia;
  • -Reduza o tempo do banho “quente”;
  • Mantenha sua geladeira sempre fechada e verifique a vedação da “borrachinha” para garantir que não esteja perdendo ar refrigerado para o ambiente;
  • Acumule suas roupas para lavar tudo de uma vez só na máquina de lavar;
  • Ao sair do ambiente apague as luzes e ventiladores.
  1. Economize água

Assim como a luz, a conta de água também pode ser uma vilã para quem deseja controlar as finanças do lar. Portanto, adote algumas atitudes que, além de contribuir para a economia da casa, ainda irão contribuir para a preservação do meio ambiente.

  • Após lavar as roupas, reaproveite a água para lavar pisos, carros e calçadas;
  • Enquanto estiver escovando os dentes, feche a torneira;
  • Verifique torneiras e bacias sanitárias com vazamentos;
  • Retire o excesso de comida antes de lavar a louça;
  • No vaso sanitário, priorize a descarga econômica com menor volume de água;
  • Para regar as plantas do jardim, use regador;
  • Se precisar lavar as calçadas, utilize balde em vez de mangueira.
  1. Economize também na hora do lazer

É óbvio que quando estamos reavaliando as contas é necessário fazer alguns “sacrifícios” e cortar alguns gastos considerados supérfluos.

Dentro deste contexto, para ajudar a diminuir os excessos no orçamento, saiba que é possível economizar inclusive na hora do lazer, de maneira bem simples e sem perder a diversão com os amigos ou companheiro:

  • Convide os amigos para jantar na sua casa, em vez de sempre frequentar um barzinho ou restaurante;
  • Quer ver um filme, mas a grana está curta? Que tal trocar o cinema pelo Netflix em algumas ocasiões?
  • Frequente bibliotecas em vez de comprar livros;
  • Leia revistas e jornais no formato digital (geralmente mais baratas do que a assinatura para receber os exemplares físicos);
  • Frequente parques ou praças em vez das constantes idas ao shopping;
  • Aproveite eventos gratuitos, como shows e exposições;

Considerações finais

Como tudo na vida, o importante é você buscar o equilíbrio. A ideia não é economizar ao máximo e se privar de todo e qualquer gasto, mas sim tentar equilibrar o seu orçamento a um modelo de vida responsável do ponto de vista financeiro.

Afinal, acreditamos que ninguém goste de chegar no final do mês e perceber que o seu dinheiro acabou ou, pior ainda, começar a acumular dívidas e nunca conseguir realizar os sonhos de consumo, como morar sozinho, fazer uma viagem para outro país, comprar um carro, etc.

Queremos aproveitar para sugerir a visualização do vídeo abaixo e reforçar as dicas de economia doméstica apresentadas ao longo de nossa matéria:

Ah! E não esqueça de deixar seu comentário aqui embaixo nos contando o que achou do conteúdo ou relatando novas dicas e suas experiências. Ficaremos muito felizes em receber sua mensagem!

Se quiser nos ajudar, nosso pedido é que compartilhe este material em suas redes sociais para que possamos impactar positivamente um número cada vez maior de pessoas…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *