Dieta baixa em sal é saudável ou prejudicial? Entenda os motivos corretos

Bloqueador de anúncios detectado

O Blog Harmonia Natureza é sustentando com exibição de anúncios online para os nossos visitantes. Considere nos apoiar desativando o bloqueador de anúncios.

Durante anos temos sido advertidos contra o sal ou riscos graves para a nossa saúde. Agora, dois novos estudos mostram que dietas com pouco sódio pode não pode não proteger a saúde do coração e pode até mesmo aumentar a ameaça de ataques cardíacos fatais e derrames.

Enquanto isso, dezenas de grupos de saúde pública, incluindo o Institute of Medicine (IOM), estão exigindo que os fabricantes de alimentos FDA para reduzir a quantidade de sódio em alimentos preparados e processados. O Centro de estudos para Ciência no Interesse Público chamou o sal de “o pior ingrediente para alimentos.”

O sal é saudável ou prejudicial?

Dieta baixa em sal é saudável ou prejudicial

Sal é um assassino em série na dieta ou não?

Em alguns casos o sódio é essencial para nosso organismo funcionar, uma vez que ajuda a manter o equilíbrio de fluidos e desempenha um papel fundamental no nervo e na função muscular. No entanto, 90 por cento da população come muito sal.

Qual a teoria por trás da restrição do sal?

Grupos como o National Heart Lung, and Blood Institute, o National High Blood programa de Educação de pressão, e o governo tem como missão de prevenir novos problemas de coração, com isso prevenir novos ataques cardíacos e derrames durante os próximos 5 anos e considerar a redução de consumo de sal uma política pública inteligente para diminuir a pressão arterial elevada, um importante fator de risco para ataques cardíacos e derrames.

No ano passado, a National Institutes of Health com alguns estudos relatou que a redução da ingestão de sal por apenas 3 gramas (cerca de meia colher de chá) por dia poderiam evitar até 92 mil mortes por ano, bem como 100 mil ataques cardíacos.

Qual é a desvantagem de reduzir o sal?

Dois novos estudos mostram os efeitos com a redução de sal:

•    Um aumento do coração, prejudicando as gorduras do sangue: Em novembro, uma revisão com 167 estudos descobriram algo interessante quando as pessoas com pressão arterial normal ou elevada foram aleatoriamente designadas para dietas de sal alto ou baixo teor de sódio, aqueles que comiam menos do que 2.800 miligramas de sódio teve uma queda muito modesta da pressão arterial, enquanto os níveis de gorduras no sangue prejudiciais (colesterol e triglicérides) realmente aumentaram, em comparação com as pessoas que comiam mais de 3.450 miligramas de sódio (aproximadamente a quantidade que se come diariamente.

•    Taxa mais elevada de ataques cardíacos e mortes por acidente vascular cerebral. Um estudo publicado no Journal of the American Medical Association, envolvendo 3.681 homens de meia idade e mulheres que foram inicialmente livres de qualquer doença cardíaca ou pressão arterial elevada (hipertensão) descobriram que aqueles que comiam menos sal (medida pela quantidade de sódio na urina) tiveram um risco de 56% por cento maior de morrer de um ataque cardíaco ou derrame do que aquelas que comeram a menos, mesmo com tabagismo, obesidade e diabetes foram levados em conta.

Como estão esses estudos científicos?

Embora estejam entre as publicações mais respeitadas do mundo, acusam os críticos de que ambos os estudos eram falhos.

Algumas dessas revisões tiveram ataques e estudos de curto prazo que pode não refletir o impacto a longo prazo de redução de sal. Alguns funcionários dizem quês os estudos feitos eram falhos porque os participantes eram relativamente jovens (com idade média de 40 no início do estudo).

Há também de se debater se os testes de urina é a melhor forma de dizer o quanto as pessoas comem sal.

O sal afeta todos da mesma maneira?

Não. 10/20 por cento das pessoas parecem ser “sensíveis ao sal”, o que significa que eles tendem a reter sódio, levando à retenção de líquidos e aumento da pressão arterial. Aqueles com maior risco incluem Africano-Americanos, os idosos, e pessoas que já têm pressão arterial elevada.

Todo mundo precisa de um pouco de sódio, pois ajuda o corpo a manter um equilíbrio e um fluido saudável e desempenha um papel vital no nervo e da função muscular. Recomenda-se que consuma menos de 2.300 miligramas de sal por dia, se você não tem pressão arterial elevada.

Teste sua sensibilidade ao sal. Use um monitor de pressão arterial para obter uma linha de base, então, reduzir o sal por um mês se necessário. Se a sua pressão arterial cair, é provável que você seja sensível ao sal e, portanto, se beneficiaria de uma dieta baixa em sal (1.500 mg. diariamente).

•  Focando frutas frescas, legumes, cereais integrais, peixes e óleos saudáveis para o coração ajuda a melhorar a saúde do coração e ajuda a baixar um pouco do sódio. Cerca de 90 por cento do sal na dieta típica de algumas pessoas vem de alimentos não processado e restaurante que se costuma polvilhar o sal sobre alimentos preparados.

•    Tenha sempre o costume de uma caminhada diária ou de bicicleta. Ajuda a cortar o um pouco o risco de pressão alta e também faz bem ao coração.

Dieta baixa em sal é saudável ou prejudicial? Entenda os motivos corretos
Avalie
-->Aproveite e cadastre seu email abaixo para receber novas atualizações do site. Após colocar o seu email abaixo vai receber um email de confirmação de cadastro não esqueça de clicar.<--

Receba novidades no seu email:

Delivered by FeedBurner

Deixe uma resposta

Digite abaixo a numeração *