Qual é o perigo de pensar grande? Pensar pequeno ou grande?

O perigo de pensar grande existe? Eu estou resistindo muita à sabedoria convencional no que se refere ao campo de autoajuda.

O perigo de pensar grande

Em toda a verdade, eu tenho ido através do que eu chamo de “desprogramação”. Eu estive em uma missão para desaprender a maioria das coisas que eu aprendi durante o meu tempo de estudo no campo de autoajuda.

Eu já abordei a chamada “Lei da Atração”, agora eu vou te dizer por que “pensar grande”, como eles chamam, é realmente prejudicial.

o-perigo-de-pensar-grande1Porque eu estive nesta missão?

Por duas razões.

1: Estudar igual um louco não fez absolutamente nada para mudar o que eu desejava. Eu não consegui ver os resultados na minha vida até eu deixar de pensar na história da autoajuda e comecei a usar uma abordagem de senso comum.

2: Quando eu fiz alguns artigos sobre autoajuda, eu costumava escrever muito sobre os ensinamentos de determinado campo, por isso me sinto obrigado a corrigir algumas coisas.

Para quem não acompanhou eu já postei aqui mesmo no Blog Harmonia Natureza que eu tenho síndrome do pânico e descobri com ajuda médica em Janeiro/2014.

Existe algo de errado na autoajuda?

Claro que não, porém para alguns será possível resolver e outros não e nesse ponto entra a questão que estou abordando “O perigo de pensar grande”.

A pergunta que você naturalmente tem é: O que existe de errado com pensar grande?

Certamente, você tem que pensar grande, a fim de chegar a um lugar mais elevado do que você está no momento e de certa forma tem razão nesse ponto de pensar grande.

Somos ensinados pelo campo motivacional por muitos anos para definir algum grande objetivo, para se concentrar nele obsessivamente e buscar maneiras de conseguir isso.

Você já percebeu que poucas pessoas realmente conseguem o seu objetivo?

Atenção o perigo de pensar grande tem o mesmo peso e perigo de pensar pequeno.

Você vê essas pessoas que inundam cronogramas de mídia social com citações motivacionais e assim por diante, no entanto, é muito duvidoso que essas pessoas têm feito nada além de ser capaz de citar citações motivacionais populares.

Há uma razão para isso. Embora essas pessoas podem estar pensando grande, assim como eu estava nos meus dias, eles não estão pensando de forma realista. Quando eu digo pensar de forma realista, eu não estou me referindo à atitude típica derrotista que é tão prevalente em nossa sociedade atual, eu estou me referindo à capacidade de aplicar, analisar e ter objetivos.

Para ilustrar meu ponto, eu me lembro de uma conversa que estava tendo com algumas pessoas sobre este assunto o perigo de pensar grande.

É perfeitamente aceitável definir um grande objetivo, mas você não vai chegar lá a menos que você faça gradualmente, definindo metas pequenas.

Por exemplo, digamos que você quer perder 30 quilos. Você vai logo entrar na academia e perder os 30 quilos em uma semana?

Claro que não, você faz um quilo de cada vez de forma saudável. Nesse caso pode definir uma meta para perder 5 quilos em um mês. Em seguida, mais 5 quilos e assim por diante.

Tentando saltar de um peso atual com a ideia de perder 30 quilos de uma vez pode ser uma tarefa assustadora, fazendo com que você tenha pouca convicção e confiança o que levará você acabar desistindo.

O mesmo vale para ganhar dinheiro. Se o seu objetivo é chegar a um milhão de dólares, que seria muito difícil. É melhor ter um objetivo de fazer um milhão, mas para chegar lá, faria mais sentido definir metas menores.

Por exemplo, por que não pensar em acumular a cada ano R$ 1.378,00 das suas economias. Vai demorar chegar ao valor de 1 milhão com certeza, porém você colocou um objetivo que pode chegar a cada ano e até ultrapassar a cada ano.

Um exemplo de uma tabelinha que poderá seguir e conseguir um valor para o final de ano lembrando o perigo de pensar grande é o mesmo de pensar pequeno.

o-perigo-de-pensar-grande

Se uma pessoa sofre de impaciência e ganância, estabeleça metas graduais como já mencionei, não vai apelar ou pedir conselhos a essas pessoas. Essas pessoas impacientes ou gananciosas infelizmente conseguem atrapalhar o planejamento de outra pessoa.

1 – Compreenda e controle suas despesas. Não deixe que ela

controle você;

2 – Gaste de forma abstêmia e poupe com agressividade;

3 – Invista sempre em você, negócios e oportunidades com disciplina;

4 – O foco principal é aumentar a renda ativa, considere a possibilidade de um negócio próprio;

A ideia de criar um grupo de pequenas metas, a fim de alcançar um objetivo maior faz muito mais sentido. Não há problema em pensar grande, mas você precisa pensar pequeno e vai dar o mesmo trabalho de pensar grande.

Como todos sabemos, a fim de realizar qualquer coisa, você deve acreditar que você pode e ter a autoconfiança necessária para agir em conformidade.

No entanto, é difícil ter essa confiança e crença quando você está definindo metas ultrajantes.

Vou reiterar é muito mais fácil para chegar a um nível de alta crença, definindo uma meta menor, mais facilmente atingível e continuamente construindo em cada sucesso.

Antes que você perceba, você terá alcançado o objetivo final.

O perigo de pensar grande

Avalie
2 Comments

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*