Mentiras sobre o efeito da babosa na saúde (Será verdade?)

Não podemos e devemos acreditar naquilo que estão a falar sem fundamento. Devemos analisar se quem esta falando possue conhecimento a respeito daquilo que fala. Falar por falar é muito fácil. Tenho sempre incentivado aqui a pesquisa e busca do conhecimento de cada um. A verdade quase sempre esta incoberta e aos interesses dos que manipulam as mentes que assim seja.

Todos sabemos da ação libertadora da verdade. Em todos os grandes livros da humanidade esta escrito esta máxima “Só a verdade vós fara livres”.

Afirmações baseadas no medo é a pratica mais antiga de manipulação. Quando não podemos esclarecer algo muito bem então recorremos ao medo para fazer com que alguem comece a agir da maneira com que nos convém.

 

Efeito da babosa na saúde

Reflita no comportamento dos nossos pais. Quantos medos nos impuseram e quem tem filhos observe em quantos medos são imposto aos pequenos.

Por volta dos meados de 1850 a Aloe chega na regiões centrais da Europa somente numa forma a planta era cozida até ser extraído o sumo cristalizado em condições extremamente anti-higiênicas. Nessa massa eram encontrados piche de navios,restos de areia, residuos de borracha e outros, conforme relata a “Pharmacopoea Germanica” em 1873.

Apesar de terem sido processados esses cristais desnaturados ainda se prestavam a muitos fins medicinais e uma rica coletânea de formulas atesta a grande variedade de aplicações por mais de 1.000 anos. Uma grama desse cristal correspondia exatamente 200 a 400 g de gel fresco das folhas vivas.
Devido a alta concentração da Aloe as quantidades necessárias eram mínimas.

Nas páginas nro 217-230 do primeiro volume do ano de 1920 da obra alemã “Manual da prática farmacêutica para farmacêuticos médicos,droguistas e profissionais da saúde” de Hager esta escrito detalhadamente diversas especíes de Aloes e só se fala dela nessa forma processada, cozida e transformada em massa. Este manual traz 127 receitas que inclue a Aloe e menciona os percentuais exatos que entrariam na composição delas.

Uma planta que possue ação antiinflamatória,ação regeneradora de todas as células,ação coagulante,ação desintoxicante e nutritiva de maneira nenhuma poderá prejudicar qualquer tecido vivo ou célula em nosso corpo.

Quem se interessar por mais conhecimento acerca desse assunto é só buscar nas muitas publicações sobre esse tema. Vale a pena empregar nosso tempo em algo que realmente venha trazer benefícios a nossa vida.

Existem mais de 300 especíes catalogadas pelos botânicos e algumas referências como a New Word Enciclopedia relata mais de 400 especies. Mas as mais comuns são:

Aloe Vera (Barbadensis miller)
Aloe Saponaria Aloe Saponaria
Aloe Arborescens Miller Aloe Arborescens Miller
Aloe Ferox Aloe Ferox
Aloe Perryi (Socotra) Aloe Perryi (Socotra)
Aloe Chinensis Aloe Chinensis

As mais usadas como medicamento e tratamento interno são: Aloe Vera (Barbadensis miller) e Aloe Arborescens Miller estas duas podem sim ser usadas a menos que a pessoa seja alergica a babosa. De acordo com “Michael Peuser” menos de um por cento da população possue algum tipo de rejeição a planta.

Para comprovar isso é só colocar o gel da planta atras dá orelha e deixar umas duas horas. Se houver qualquer tipo de vermelhidão, erupção ou bolhas cutanêas na aréa. A pessoa não deve fazer o uso.

Aloe Vera (Barbadensis miller) – A chamada aloe barbadensis miller é a mesma aloe Vera. Não existe uma barbadensis miller e outra aloe Vera.

Referências Históricas:

  • A Aloe Vera, é tida por historiadores como o grande segredo de beleza utilizado por Cleópatra, no antigo Egito. Ela se utilizava de suas propriedades para tratar sua pele que encantava a todos.
  • A Babosa era transportada pelos soldados de Alexandre, o Grande, como medicamento de primeiros socorros para curar ferimentos, abreviando sua cicatrização.
  • Os chineses da antiguidade faziam uso da Aloe Vera como medicamento, isso há 6.000 anos.
  • Há 2.000 anos atrás, o médico grego Penadius Discorides enumerou os usos da Aloe Vera como produto para o tratamento interno e externo como cuidar da pele, tratamento de queimaduras, manchas, perda de cabelo, indisposição estomacal.
  • A Aloe Vera foi administrada como medicamento aos marinheiros de Cristóvão Colombo, e depois largamente utilizada por missionários no Novo Mundo descoberto por ele.
  • A Aloe Vera também era largamente utilizada por antigas tribos do México e América Central e do Sul para tratar do cabelo, pele, couro cabeludo e problemas de estômago.
  • As tribos dos índios Seminole, que povoavam parte dos Estados Unidos e hoje vivem na Flórida, Oklahoma e Arkansas, utilizavam a Aloe Vera para cobrir as incisões cirúrgicas e ferimentos das batalhas.
  • A Comissão de Energia Atômica dos EUA usou o Gel de Aloe Vera no tratamento de queimaduras provocadas por raio-X.
  • Na bíblia, ela é chamada de “árvore perfumada” e “resina perfumada”. Ela é usada, misturada com mirra e trazida por Nicodemos para embalsamar Jesus.
Avalie
One Comment

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*