Frutas e vegetais congelados realmente servem para comer?

Ter frutas e vegetais congelados é uma necessidade! Ter Frutas e Vegetais Congelados em casa é uma necessidade. Não sei vocês, mas aqui em casa, sempre tem uma coisinha ou outra que acaba indo pro lixo, ou porque foi esquecida no fundo da geladeira, ou porque fui deixando pra fazer depois, e não fiz.

Hoje são duas perguntas diferentes que vou abordar nesse artigo que esta dentro da questão de saúde e alimentação.

Pessoal dá uma pena tão grande deixar comida estragar! Sério, eu sinto até vergonha em admitir que faço isso, mas é a realidade!

Frutas e Vegetais Congelados

Frutas-e-Vegetais-Congelados

Então, pensando nisso, que resolvi começar a congelar TUDO o que eu consigo. Os únicos que a gente não pode congelar são aqueles que utilizamos em saladas cruas, o restante pode ser todo preparado para o congelamento.

As frutas que você congelar são para ser utilizadas em sucos naturais, smoothies, vitaminas, etc. E os legumes e vegetais devem ser congelados em pratos prontos ou pré cozidos, e depois podem ir direto pra panela.

Além disso, para que as vitaminas sejam preservadas, a gente deve tomar alguns cuidados na hora de preparar os congelados, e eu vou contar tudinho pra vocês nesse post de hoje.

Para congelar frutas, você deverá lavá-las muito bem, tirar talinhos e folhas e cortar em pedaços, se for preciso. Distribua lado a lado os pedaços em alguma travessa e leve para congelar, e assim que estiverem congelados, coloque em saquinhos e feche bem para que não forme cristais de gelo, que prejudicam a conservação do alimento.

Os vegetais vão precisar de um choque térmico antes de serem congelados. Portanto, lave-os bem, corte em pedaços, coloque em água fervendo e depois jogue em água fria. Esse processo permite que eles preservem suas vitaminas e características originais, e retarda o aparecimento de bactérias que são responsáveis pela deterioração do alimento.

Guarde-os em saquinhos bem fechados ou em potes. Rotule também os alimentos com as datas em que foram congelados, porque o indicado é que eles fiquem congelados, por no máximo, 3 meses. Mas vamos combinar que 3 meses já é um prazo excelente e que é uma mão na roda pra quando a gente passa apertado no dia a dia, né?!

Os vegetais podem ser descongelados no microondas ou em temperatura ambiente, e também na hora da preparação do alimento mesmo, eles vão direto pra panela! Isso não é ótimo? Você pode colocá-los em sopas ou com carne moída.

Quem disse que se alimentar de forma correta, com base em produtos naturais, dá trabalho, está super errado. O que falta é um pouco de organização, aí tudo fica mais fácil.

O que eu gosto bastante de fazer, é escolher pedacinhos de vários vegetais e congelar uma porção individual dessa mistura, aí já vai tudo junto pra panela. Rápido, fácil e saudável.

Comida Japonesa é tudo de bom, né? Mas ela engorda? E quais são os seus benefícios?

Pra realmente chegarmos à conclusão se comida japonesa engorda ou não, temos que analisar o que exatamente comemos dela, pois há inúmeros tipos de pratos japoneses. Se quando você for a um restaurante japonês, você souber escolher o que pedir, não terá grandes problemas com a dieta.

Mas já adianto que vai ser difícil achar somente ingredientes saudáveis no restaurante.

comida-japonesa-engorda

O que engorda na comida japonesa é o cream cheese que normalmente acompanha quase todos os sushis, os rolinhos que são fritos como o hot philadelphia, os doces e é claro que o molho shoyu não fica muito atrás não, pois é quase puro sódio.

Não que o molho shoyu engorde, deixe-me ser mais clara: ele tem muito sódio, e o sódio além de ser um dos grandes causadores da hipertensão, ele incha muuuuito, pois retém líquidos.

Além disso, o arroz branco é considerado um carboidrato simples, tem pouca gordura, mas faz os níveis de açúcar no sangue subirem rapidamente.

Mas não se desespere, saiba escolher de forma inteligente. Prefira os peixes crus, rolinhos sem cream cheese, não chegue nem perto dos fritos. Ah, e pra não termos grandes problemas com o shoyu, o interessante é só dar uma passadinha do sushi ou sashimi nele, e não mergulhar tudo no potinho.

Tenho certeza que se você souber escolher os ingredientes, a comida japonesa não será apenas de ajuda na dieta, mas trará diversos benefícios para sua saúde.

O salmão é fonte de proteína, fonte de gorduras boas como o ômega 3, vitaminas, ferro, potássio e magnésio. Ele ajuda a reduzir o colesterol ruim, previne alguns tipos de câncer, é ótimo para a visão, a pele e funções cerebrais.

O atum, por sua vez, é riquíssimo em proteínas de alta qualidade, magnésio, potássio, vitaminas e também o ômega 3. Além de tudo o que foi dito sobre o salmão, ele ainda ajuda a melhorar o humor e a desintoxicar.

As algas contêm minerais, vitaminas e aminoácidos essenciais, elas ajudam no funcionamento do intestino por terem alto teor de fibras, além de terem baixo teor calórico.

Para quem quer ter uma alimentação com base em produtos naturais, é preciso ter foco e esquecer que o que tem naquela foto ali em cima, é tão gostoso assim.

Sério, tô babando aqui.

Mas vamos tentar manter o foco e a dieta em dia, né?! E o foco aqui é o seguinte: escolha os pratos certos da comida japonesa, não abuse do shoyu e seja feliz, porque ela pode sim trazer diversos benefícios pra gente.

Frutas e vegetais congelados realmente servem para comer?
4 (80%) 2 votes

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*