-->Aproveite e cadastre seu email abaixo para receber novas atualizações do site. Após colocar o seu email abaixo vai receber um email de confirmação de cadastro não esqueça de clicar.<--

Receba novidades no seu email:

Delivered by FeedBurner




Características da Planta Babosa

Características da Planta Babosa – Nome Popular Babosa, Aloe, Erva Babosa, Erva de Azebre, Caraguatá de Jardim e outros. Nome Científico Aloe Vera Linné  Sinonímia Científica Aloe Barbadensis Miller, Aloe elongata Murr, Aloe vulgaris Lamark, Aloe perfoliata, vera L., Aloe humilis Blanco, Aloe littoralis Koenig, Aloe indica Royle e outros.

Partes Usadas

Suco do gel das folhas ou suco da folha inteira (sem espinhos).

Características e Cultivo

A Aloe Vera L. (Babosa) é também uma planta decorativa. Não gostam de muita água e florescem desde o fim do inverno até a primavera com pendão floral amarelo.

Planta arbustiva, dióica, suculenta, mucilaginosa, rizomatosa, entouceirada, de caule curto, perene, medindo 0,50 a 1,20 m de altura. As folhas dispostas em roseta, reunindo até 20 folhas, são ensiformes, com 50 a 60 cm de comprimento por 6 a 9 cm de largura e 3 cm de espessura na base, densas, lanceoladas, côncavas em sua face superior e convexas na face interior, glauco-esverdeadas, uniformes, sinuoso-serradas, carnosas, com pintas ou manchas brancas quando jovens, marginadas por espinhos triangulares, amarelos, curtos e espaçados.

Características da Planta Babosa

Características da Planta Babosa

O corte transversal das folhas revela, externamente, uma camada de células epidérmicas de consistência elástica e impermeável que reveste uma segunda camada, o mesófilo, que contém canais condutores de seiva. Mais internamente ocorre o parênquima tissular mucilaginoso ou gel, de coloração vítrea.

O gel mucilaginoso assegura a condição xerófita da Aloe veraL., conservando a umidade do tecido por longo período de tempo. Este gel tem sabor amargo, adstringente, muito forte e refrescante, tendo um pH entre 4,0 e 5,0. O látex que é a seiva que circula nos canais condutores subepidérmicos, é um líquido de consistência leitosa, coloração amarelo-ocre, sabor amargo e aroma rançoso, sendo produzido por células excretoras do mesófilo.

Princípios Ativos

Foram descobertas até o momento mais de 300 substâncias bioativas e componentes vitais. Para a produção de bebidas vitalizantes, evita-se a parte do látex, que contém aloína.

O Aloe Vera tem como componentes ativos enzimas, aminoácidos essenciais, aminoácidos não essenciais, ácidos graxos e varias outras substâncias como triglicérides, esteróis, sais e ácidos orgânicos, vitaminas A, C, B1, B2, B5, B12 e sais minerais.

O Dr. Danhof (EUA), uma das maiores autoridades no mundo de Aloe Vera dirigiu uma série de estudos com a finalidade de descobrir o segredo da poderosa propriedade rejuvenecedora do Aloe Vera e observou que a capacidade da planta para aumentar a produção de células fibroblásticas é de 6 a 8 vezes mais rápida que a produção normal das células.

ALOE VERA NO COMBATE AO ENVELHECIMENTO.

As células fibrobásticas encontram-se na derme da pele, e são responsáveis pela produção do colágeno, complemento “protéico” da pele que a mantém tenra e flexível.

Durante a exposição ao sol e pelo envelhecimento natural, os fibroblastos diminuem a produção do colágeno e, a medida que vamos envelhecendo, a quantidade do colágeno se vê reduzida e as rugas aparecem cada vez mais profundas.

Aloe Vera não só melhora a estrutura fibroblástica da célula como acelera o processo de produção do colágeno, acreditando-se que o segredo está nos polissacarídeos e em suas propriedades humctantes e adstringentes.

“Muitos produtos para a pele que prometem atrasar o envelhecimento não fazem mais do que hidratá-la temporariamente”.

A produção do colágeno não é a única contribuição do Aloe Vera na luta contra o envelhecimento. Conforme as pessoas envelhecem aparecem rugas e manchas nas mãos devido a um complicado processo químico que tem lugar no corpo, assim como uma série de fatores externos, tais como a luz do sol.

No entanto, o Aloe Vera contém um poderoso bloqueador que pode inverter este processo proporcionando à pele os componentes necessários para rejuvenecê-la a nível celular, fazendo-a muito mais jovem, suave e flexível.

O Dr. Danhof observou este efeito nas suas próprias mãos, aplicando Aloe Vera em uma das mãos. A diferença foi assombrosa. A mão não tratada, cheia de rugas e manchas, enquanto na outra não havia nada.

Um mercado em expansão, garantia de qualidade e uma outra medicina. É muito importante que veja e conheça os selos dos produtos feitos de babosa e a sua composição se tem mistura de água.

O selo de qualidade do IASC (Conselho Internacional de Ciências da Aloe) tornou-se essencial à regulação deste setor onde já existem mais de 500 empresas trabalhando com a babosa.

O que faz o IASC?

Verifica irregularidades nos produtos derivados da babosa.

A única recomendada cientificamente é a Barbadensis Miller.

mercado babosa

O IASC faz uma busca para verificar se tem grandes quantidades de aloina, estabilização do gel, vasilhame com higiene e segurança alimentar, se tem mistura de ingredientes sem água comum, álcool, corantes e conservantes, percentual usado de aloe e ausência no rótulo da indicação dos órgãos responsáveis pela certificação.

Se alguém tiver a oportunidade de observar o comportamento da babosa em caso de ser arrancada de sua base veja que de imediato haverá o aparecimento de uma suave resina sobre o ferimento.

Logo surgirá uma película que envolverá a área ferida e a planta começa o processo de auto-regeneração tentando sobreviver e lutará para curar-se.

Ela também provoca no organismo humano este mesmo fenômeno regenerador, tanto na pele como no sistema imunológico e gastrointestinal. Isto é comprovado através de pesquisas científicas como pela prática terapêutica.

Outros Selos/Certificados de qualidade e pureza internacionais que também serve como base na compra ou averiguar o produto que deseja comprar de babosa.

IASC 1986 - Conselho Internacional de Ciência dos Aloés, iasc.org
ISO 14001:2004 - Sistema de Gestão Ambiental.
ISO 9001:2000 - Sistema de Gestão de Qualidade.
OHSAS 18001 - Segurança e Saúde no Local de Trabalho.
Cruelty Free - ONG People for the Ethical Treatment of Animals (PETA)
Kosher Rating - Normas que regem a dieta judáica ortodoxa.
Islamic Seal of Approval - Normas do Islão para consumo dos seus fieis.

A Aloe Vera é muito conhecida por sua beleza misteriosa, sua elegância selvagem, suas propriedades terapêuticas legendárias, sendo considerada como divindade em algumas civilizações. Fatos históricos que citam a importância da planta para a humanidade

Era chamada de “A Planta da Saúde e Beleza”, “Planta das Queimaduras”, “Planta dos Primeiros Socorros” e, também, “Planta dos Milagres.

Seu primeiro registro histórico ocorreu em 1500 A.C. no Papyrus Ebers. Estes documentos egípcios detalhavam minuciosamente o valor medicinal da Aloe Vera.

Considerada a planta cujo sangue oferecia a beleza, a saúde e a eternidade, chamavam-na de a “Planta da Imortalidade”.

O autor do Herbário Grego, Dioscorides ( 41-48 DC ), fala que a planta tem o poder de “induzir ao sono, fortificar o corpo, diminuir a barriga e limpar o estômago”, podendo ser aplicada em feridas, hemorróides e usada contra a queda de cabelos, doenças da boca e gengiva, queimaduras solares, doenças de pele e outros males.

Para os imperadores da mística China, os espinhos curativos da Aloe personificavam as unhas sagradas da divindade e eles chamavam essa planta de “Lu-Hui”. Era considerada boa para a saúde, felicidade, amor, longevidade e potência sexual.

Na Índia, era denominada “Cetro Divino” (as folhas apontavam para o céu).

Os índios americanos a chamavam de “A Varinha de Condão Celestial” e pertencia ao grupo das 16 plantas sagradas, adoradas como deuses.

No Japão a chamavam de “Isha Irasu”, que significa: “não necessita de médico”.

As tribos africanas, durante as epidemias de gripe, banhavam-se em infusões de Aloe para eliminar os germes.

A lenda conta que Aristóteles persuadiu Alexandre, o Grande, a conquistar a ilha de Socotrina, nas costas da África Oriental, a fim de garantir as quantidades necessárias de Aloe para o tratamento das feridas dos seus valentes soldados.

Mahatma Gandhi também utilizava o Aloe Vera, conforme seu relato: ”Vocês me perguntam quais eram as forças secretas que me sustentavam durante minhas longas jornadas. Bem, foram minha inabalável fé em Deus, meu simples e moderado estilo de vida e a Aloe, cujos benefícios eu descobri quando cheguei na África, no final do século XIX”.

A Aloe Vera, muito conhecida no Brasil pelo nome de”Babosa“, é uma planta pertencente à família das liliáceas, assim como o lírio e o alho, e é tão suculenta que se assemelha a um cacto.

Aloe Vera é uma planta da família das Liliáceas que possuí inúmeras propriedades regeneradoras, curativas, umectantes, lubrificantes e nutritivas.

Chamada de “a planta da saúde e beleza”, tem seu uso documentado desde a época do antigo Egito, com passagens na Bíblia e antigos documentos fenícios.

Inúmeras e renomadas instituições científicas e docentes, como o Instítuto de Ciências e Medicina Linus Pauling, de Palo Alto, Califórnia; Instituto Weisman de Israel, Univeisidade de Oklahoma e outros, tem efetuado estudos formais sobre a Aloe Vera.

Ingredientes Estabilização do Gel Aloe Vera

É feita com papaína (do mamão papaia), sorbitol (encontrado em frutas) e goma de xantana (do milho).

O processo de estabilização foi patenteado pela Aloe Vera of America em meados dos anos 70, antes do Rex Maughan fundar a FLP. Em 1981 ele comprou a empresa e consequentemente a patente.

O Aloé é vegetal perene com folhas grossas e carnudas contendo um material gelatinoso que era muito usado no Egito como um fluido de embalsamamento; misturado com a mirra aumentava e retinha a fragrância.

Existem algumas espécies de aloé cujas folhas projetam-se de um caule subterrâneo (Aloe Vera), contudo outras espécies possuem troncos aéreos de alguns metros de altura (Aloe pillansii), como as árvores de aloé.

Hoje, o extrai de aloé é usado como um bálsamo para queimaduras, ungüento de pele e tônico capilar.

Como todos sabem, aloe já era usado no antigo Egito servindo para fins medicinais e religiosos, e conservação dos cadáveres mumificados. Vários escritores gregos do século primeiro tais como Plínio e Dioscorides, referem que os médicos Árabes o haviam introduzido e utilizavam muito nos países que beiram o Mediterrâneo.

O pó das folhas do aloé era misturado com mirra no tempo de Jesus e Nicodemus que levou 30kg desta mistura para embalsamar o corpo de Jesus após a Crucificação.

(João 19:39) http://www.bibliaonline.com.br/acf/jo/19

A planta chamada aloé aparece nas Escrituras ao todo 5 vezes:

(Num 24: 6)… dos rios, como árvores de aloés que o Senhor plantou, …

(Sal 45:8) … vestes cheiram a mirra a aloés e a cássia; dos palácios …
(Pro 7: 17) … perfumei o meu leito com mirra, aloés e cinamomo.
(Can 4: 14) … de incenso; a mirra e o aloés, com todas as principais …
(João 19: 39) …duma mistura de mirra e aloés.

O Dr. Timothy E. Moore, da Universidade de Oklahoma, fez investigações obtendo fabulosos resultados na odontologia com Aloe.

Aplicou a Aloe em sua prática diária na odontologia e assegura que, na forma de pasta de dentes, ajuda a combater o sangramento e a gengivite, controlando a sensibilidade dentária, além de ajudar na prevenção das cáries. Além disso, não contém elementos abrasivos que destroem o esmalte dos dentes.

Existem oito principais usos de Aloe Vera na odontologia:

1 - Aplicações diretamente nos locais de cirurgia periodontal.

2 - Aplicações aos tecidos da gengiva que foram traumatizados ou machucados pela abrasão por escovas, dentrifícios, fios dentais, palitos, etc.

3 - Queimaduras químicas causadas por acidentes com aspirina são rapidamente aliviadas.

4 - Locais de extração reagem confortavelmente e bolsas vazias não se desenvolvem quando a Aloe Vera é aplicada.

5 - Lesões agudas da boca são melhoradas pela aplicação direta em lesões virais herpáticas, úlceras aftosas e rachaduras nos cantos dos lábios. Abcessos na gengiva são também reduzidos com a aplicação da planta.

6 - Outras doenças bucais de natureza crônica respondem benignamente. Mesmo problemas de gengiva associadas com a língua e a síndrome de queimadura da boca são bastante melhorados.

7 - Pacientes com dentadura com gengiva machucadas e dentaduras mal adaptadas podem também beneficiar-se.

8 - Aloe Vera pode também ser usada ao redor de implantes dentários para controlar inflamações causadas por contaminação bacteriológica.

A história do sucesso do Aloe Vera estabilizado aos atletas começou a mais de duas décadas. O uso destes produtos nos atletas foi uma proliferação natural que resultou de seus usos nos campos ortopédicos e dermatológicos. O seu uso foi considerado viável por médicos que tratam atletas e outros pacientes.

Ricardo Russel foi um médico que viu o potencial para estender a aplicação do Aloe Vera no mundo dos treinadores, quase imediatamente.

Suas recomendações para a aceitação do Aloe Vera estabilizado, foi resumido nos trechos da seguinte carta-aberta:

atletismo

Como médico do time de futebol do North Mesquite High School durante um período de 5 anos, eu usei compostos estabilizados de Aloe Vera, em um grande número de atletas. Estes produtos foram usados para entorses, distensões, dores musculares, tendinites, cortes, contusões e queimaduras.
Constatei ser uma excelente medicação.

Foi usada com freqüência em queimaduras nas pernas, resultantes de gramados artificiais, e, em geral, para massagem do corpo. Não existe nenhum efeito secundário da medicação que pudesse atuar em detrimento dos atletas”.

Frank Medina (principal treinador da universidade do Texas) e Larry Gardner (foi treinador do Cowboys dallas e Miami Dolphins), avaliaram os produtos do Aloe Vera estabilizado em milhares de atletas num período de quatro anos, tratamentos incluindo diversos casos, desde lacerações e distensões a queimaduras de turfa.

Os casos tratados tiveram resultados positivos no tratamento de contusões, abrasões, fraturas, distensões, entorses, tendinites e infecções secundárias.

No caso de queimaduras de turfa, obteve-se resultados “superiores” na inibição de bolhas, na atividade antiinflamatória e na ação antisséptica.

Os produtos de Aloe Vera estabilizado mostraram penetrabilidade “superior” em caso de abrasões, contusões e lacerações. Para tendinites, entorções e infecções secundárias os resultados em todas as categorias foram iguais ao de qualquer outro produto no mercado, atualmente.

A planta Aloe Barbadensis Miller, mais conhecida por Aloe Vera, contém uma adequada concentração de Acetil de Manosa (molécula de ácido acético de manosanas).

acemecaism

Tem sido demonstrado cientificamente que esta substância activa denominada Acemannan (acemanose) produz efeitos muito positivos no corpo e células animais, especialmente ao nível gastrointestinal e do sistema imunitário.

Tem sido também experimentado com sucesso em vários estudos com indivíduos que padecem de depressões várias imunológicas.

Este ingrediente natural , protege também a medula óssea dos danos provocados pelas toxinas químicas derivadas de drogas, tais como o AZT.

As actividades biológicas do “Acemannan” presente na Aloe Vera, normaliza o metabolismo a celular. Tem também uma forte interacção nas células do sistema imunitário, estimulando-o e activando os macrófagos, monócitos, anticorpos e células “T” (linfócitos derivados dos timócidos).A nível dos intestinos, esta substância natural, actua como um potente agente anti-inflamatório, neutralizando muitas enzimas más responsáveis pelos danos causados à mucosa do estômago. Dos constituintes presentes na planta de Aloe Vera, apenas o concentrado do látex, também denominado de“yellow sap”ou mais tecnicamente de Aloína, causa danos e habituação indesejáveis.

O polímero “Acemannan” da Aloe Vera, é também por excelência um agente viricida (agente activo contra infecções virais), e bactericida específico ou selectivo (destruindo apenas determinadas bactérias nocivas) para além de um fungicida natural. Este polímero também estimula a motilidade intestinal, ajudando a mover as proteínas alergénicas do intestino delgado para o cólon. Todo este processo ajuda a normalizar o sistema gastrointestinal – Cólon.

Original PortoAloe

-->Aproveite e cadastre seu email abaixo para receber novas atualizações do site. Após colocar o seu email abaixo vai receber um email de confirmação de cadastro não esqueça de clicar.<--

Receba novidades no seu email:

Delivered by FeedBurner


3 Responses to Características da Planta Babosa

  1. pligg.com disse:

    Características da Planta Babosa | Harmonia Natureza…

    Nome Popular Babosa, Aloe, Erva Babosa, Erva de Azebre, Caraguatá de Jardim e outros. Nome Científico Aloe Vera Linné Sinonímia Científica Aloe Barbadensis Miller, Aloe elongata Murr, Aloe vulgaris Lamark, Aloe perfoliata, vera L., Aloe humilis Blanco,…

  2. odd10.com.br disse:

    Características da Planta Babosa | Harmonia Natureza…

    Nome Popular Babosa, Aloe, Erva Babosa, Erva de Azebre, Caraguatá de Jardim e outros. Nome Científico Aloe Vera Linné Sinonímia Científica Aloe Barbadensis Miller, Aloe elongata Murr, Aloe vulgaris Lamark, Aloe perfoliata, vera L., Aloe humilis Blanco,…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>